CEAP – Centro Educacional Assistencial Profissionalizante

Educação Personalizada realmente funciona?

Antes de mais nada, é totalmente válido dizer que a personalização de ensino promove o desenvolvimento individual dos alunos. Dado que, quando o jovem se torna protagonista do seu aprendizado, ele ganha autonomia para escolher o seu destino profissional. No entanto, como isso funciona?

Educação Personalizada realmente funciona?

Para cada pessoa é necessário uma atenção diferente, até porque, pessoas diferentes possuem interesses diferentes. Partindo desse princípio, a educação personalizada tem como propósito despertar o livre-arbítrio em cada aluno. Assim, tratando cada jovem como um ser único, capaz de formar seus próprios critérios e decisões de forma responsável, ele pode tornar-se personagem principal de sua própria história.

Bem como a metodologia de ensino e formação do CEAP que, acima de tudo, busca acompanhar o seu assistido de forma individual e completamente particular. Tudo se decorre através das preceptorias. Uma conversa mensal entre um professor e o aluno que visa potencializar o seu desenvolvimento acadêmico e pessoal. Como por exemplo, ajudar o jovem a encontrar-se com os estudos e como melhorar sua relação familiar. Logo, a instituição busca capacitar seus alunos dentro e fora da sala de aula, assim dando total atenção ao futuro do jovem.

Contudo, dar atenção não significa reduzir tarefas em prol do jovem. Enfim, facilitar o ensino apenas para tornar a jornada do estudante mais leve, pode prejudicá-lo imensamente. Visto que o processo é a parte mais importante da educação.

Logo, cortar caminhos pode ser uma furada. Afinal, somente na jornada de aprendizado, o jovem pode extrair o seu máximo potencial. Por isso, permitir-se errar se torna essencial. Para isso, o tempo de compreensão do estudante para com o conteúdo deve passar a ser respeitado.

No entanto, nada é 100% fixo. Cada instituição educacional normalmente determina sua abordagem para personalizar a educação. No processo de ensino, é bem comum os professores falarem sobre preocupações, responderem perguntas e ajudarem os alunos quando ficam presos ou interessados ​​em se aprofundar em um tópico.

Uma educação personalizada começa na orientação

Educação Personalizada realmente funciona?

Nesta abordagem à educação, são usados ​​modelos de aprendizagem ativa, como a aprendizagem baseada em problemas ou baseada em projetos. Como resultado, os alunos vinculam a teoria com a prática ao longo do curso, completando a formação e se preparando para o mercado de trabalho.

Começando com a orientação de metas, contando com o auxílio de um mentor, o jovem consegue perceber que seus objetivos realmente importam. Já que as metas, sendo de curto ou longo prazo, por mais específicas que sejam, auxiliam diretamente no crescimento de qualquer pessoa. Com um verdadeiro olhar de protagonista, é possível mapear qual tipo de suporte é necessário para o jovem atingir esses objetivos.

Depois de identificar as áreas em que você precisa de mais apoio de fontes externas (ou de você mesmo), é mais fácil identificar quais recursos educacionais são mais apropriados para o aluno, bem como quanto tempo será necessário para eles se desenvolverem.

Metas individuais ajudam no crescimento contínuo

Educação Personalizada realmente funciona?

Após o primeiro mês, talvez não haja muito progresso. Mas isso não significa que não esteja acontecendo. Na verdade, se os objetivos são genuínos o suficiente e o jovem trabalha duro o suficiente, daqui a seis meses ou um ano o estudante, muitas vezes olhará para onde estava com espanto.

Individualidade e criatividade são importantes em uma educação personalizada. A peculiaridade é importante porque cada aluno é diferente. Alguns alunos aprendem melhor quando podem escolher suas próprias disciplinas, enquanto outros não gostam dessa liberdade e preferem mais estrutura. A criatividade também é importante porque pode ajudar os alunos a aprender. Os alunos que são criativos muitas vezes criam novas maneiras de resolver problemas, ou podem fazer coisas que os ajudem a entender melhor o material do que alguém que não é criativo.

Definir metas de aprendizagem individualizadas para cada aluno é o passo principal para a educação personalizada. Pois ajuda diretamente os professores a identificar onde cada aluno precisa de ajuda ou orientação extra para que possam se concentrar em áreas específicas de melhoria ao longo do plano curricular.

Finalmente, se essas metas estiverem estabelecidas para o aluno – ou para seu filho – é hora de se ocupar com elas! Se houver algum problema ao longo do caminho (e provavelmente haverá), não perca a esperança. Continue tentando até que as coisas comecem a se encaixar novamente!

Por fim, é só olhar para o CEAP para perceber que a educação personalizada realmente funciona. Desde 1985 a instituição dissemina sua metodologia personalizada para jovens em situação de alta vulnerabilidade social. Nesse meio tempo, foram formados mais de 8000 jovens e cerca de 70% conseguiram o primeiro emprego dentro de 3 meses após terminarem seus respectivos cursos.

Se torne um doador e faça parte dessa história. Juntos podemos continuar atendendo cada vez mais famílias.